Em 1687, Barcelona sofreu uma praga de gafanhotos e seus habitantes rezaram para a Virgen de la Mercè salvar a cidade. Superada a praga, o Concelho da Cidade a nomeou padroeira de Barcelona. Mas o Papa só ratificou a decisão dois séculos mais tarde, em 1868. Depois do Papa Pio IX declará-la padroeira da cidade, Barcelona começou a celebrar as festas no mês de setembro. La Mercè só se consagrou mesmo em 1902 quando, baixo o impulso de Francesc Cambò, foi celebrada a Fiesta Mayor (Festa Maior) que converteu-se em modelo das que hoje se celebram em toda Catalunha. De todos modos, a historia de “La Mercè” sofreria muitos altos e baixos que continuaram até depois da guerra civil espanhola e dos anos de franquismo.

Toda a reportagem foi coberta usando filme de 35 milímetros, principalmente Ilford HP5 e Delta com velocidades de 400 e 3200 ISO.